Rito Antigo e Primitivo de Memphis Misraïm
Rito de Memphis Misraim

 



O Rito Antigo e Primitivo de Memphis Misraïm é actualmente o Rito Maçónico mais Esotérico e “secreto”.

Entre os vários Ritos maçónicos, este Rito ocupa uma posição particular desde a sua origem. Tem o seu lugar entre os ritos egipcios que “beberam” na fonte das antigas tradições iniciáticas da bada do mediterráneo: pitagóricos, autores herméticos alexandrinos, neoplatónicos, sabeístas, ismaelitas… Foi necessário aguardar o século XVIII para encontrar os seus tragos na Europa. Foram numerosos esses Ritos e Rituais, porem só dois dentre eles chegaram até nós: o Rito de Misraïm e mais tarde o Rito de Memphis.

O Rito de Misraim foi fundado em Veneza em 1788. A sua filiação veio através de Cagliostro, que o dirigiu com os Graus Menores da Grande Loja da Inglaterra e os Altos Graus da Maçonaria Templária Alemã... O Rito difundiu-se rapidamente em Milão, Génova, Nápoles e apareceu em França com Michel Bedarride, que recebeu o Grão-Mestrado em 1810, em Nápoles.

De 1810 a 1813 os três Irmãos Bedarride desenvolveram o Rito de Misraïm na França, de certa forma sob a proteção do Rito Escocês. Ilustres Maçons pertenceram a ele, como o Conde Muraire, Soberano Grande Comendador do Rito Escocês Antigo e Aceito, o Duque Decazes, o Duque de Saxe-Weimar, o Duque de Leicester e o Tenente Coronel de Teste, entre outros.

O Rito de Memphis foi constituído em Montauban em 1815, por Franco-Maçons que em 1799 haviam participado com Napoleão Bonaparte na Missão do Egito. A esses dois Ritos foram adicionados os Graus Iniciáticos que vieram de Obediências Esotéricas do século XVIII: do Rito Primitivo e do Rito dos Philadelphos, entre outros.

A maioria dos membros que acompanharam Bonaparte na Missão do Egito eram Maçons pertencentes a antigos Ritos iniciáticos: Philalètes, Irmãos Africanos, Rito Primitivo e Grande Oriente de França. No Cairo descobriram uma sobrevivência gnóstico-hermética e no Líbano entraram em contato com a Maçonaria drusa, a mesma encontrada por Gérard de Nerval, remontando assim à Maçonaria "operativa" que acompanhava os seus protectores, os Templários. Consequentemente, os Irmãos da Missão do Egito decidiram renunciar à filiação Maçónica vinda da Grande Loja da Inglaterra. E assim nascia em 1815 o Rito de Memphis , em Montauban, sob a direção de Samuel Honis e Marconis de Negre, com numerosas Lojas no exterior e personalidades ilustres em suas fileiras, como Louis Blanc e Giuseppe Garibaldi, ele que em breve se tornaria o unificador de Memphis e de Misraïm.

Até 1881 os Ritos de Memphis e Misraïm seguiam rotas paralelas e concordes, no mesmo clima particular. Os Ritos começaram então a agrupar Maçons interessados no estudo do simbolismo esotérico da Maçonaria, Gnose, Cabala e até mesmo no Hermetismo e no Ocultismo.

Essa Obediência Maçônica, que celebrou o bicentenário em 1988, surgiu quando os dois Ritos, de Memphis e de Misraïm, foram reunidos em 1881, por Giuseppe Garibaldi, que se tornou o seu primeiro Grão-Mestre.

O Rito de Memphis Misraïm perpetua sua Tradição na fidelidade aos princípios de liberdade democrática e das ciências iniciáticas.

As lojas do Rito do Rito Antigo e Primitivo de Memphis-Misraïm trabalham no Rito Egípcio. Sobre os seus altares, eles acrescentam, ao compasso e esquadro, a régua.

 
 
JOOMLA TEMPLATES Joomla Templates By JoomlaBear